Therezinha Mello

About Therezinha Mello

Escritora, marcou sua estreia na Literatura Infantil com "Jorge da Capadócia, o menino guerreiro". Pela Capitolina Edições publicou o livro de contos "Seis Tempos" e "Cantilena de Mulher" - poemas da alma feminina.

Ariadna Antares – Sessão de autógrafos

Em tarde de festa no Iate Clube do Rio de Janeiro, Ariadna Antares lançou o seu
Amar… futuro saudade.
Poesia de vida inteira, profunda e inquieta.
Viajando pelo mundo, trouxe na bagagem o que de mais forte os “caminhares” lhe poderiam dar.
De tanto partir, de tanto chegar, fez nascer poemas. Que lhe saíram do fértil ventre de escritora, […]

Entrevista Ariadna Antares

Com 82 anos, me perguntei o que faltava para me completar:
“Plantei uma jaboticabeira, tenho 5 filhos e 4 netos… Um livro!…”
e de repente surgiu um apelo forte dentro de mim,
que coincidiu com o anúncio da Capitolina Edições.
Destino? E cá estamos nós! Oxalá!
 

 
1 – Em que momento você percebeu a necessidade de […]

Por |agosto 25th, 2017|Entrevistas, Sala do escritor|0 Comentários

Lançamento 26.08 – Amar… futuro saudade

26 de agosto de 2017 – Sábado – 16.30h
Iate Clube do Rio de Janeiro
Av. Pasteur, 333
 

Ariadna Antares publica seus versos pela primeira vez. Poesia de vida inteira, profunda e inquieta.
Viajando pelo mundo, trouxe na bagagem o que de mais forte os “caminhares” lhe poderiam dar. De tanto partir, de tanto chegar, fez nascer poemas. Que […]

O estranho que nós amamos – Sofia Coppola

Marta Chamarelli

Ultimamente, devo confessar, não tem sido corriqueiro, para mim, sair do cinema mobilizada com os filmes que assisto. (E não tenho visto poucos!) Desde No intenso agora, de João Moreira Sales, sobre o qual vou escrever em outro momento, não saía do cinema tão mexida e revirada como aconteceu ontem. Assisti a uma delicada […]

Por |agosto 18th, 2017|Blog da Capitolina, Cinema e Teatro|0 Comentários

Dia do Escritor 2017

“arte não é produto de mercado.
Podem me chamar de romântico.
Arte, pra mim, é missão, vocação e festa.”
Ariano Suassuna
 

No Dia do Escritor – 25.07 -a Capitolina Edições
abraça os escritores que participam de seu catálogo
e
a todo autor que percebe na sua arte,
uma forma de missão,
de vocação
e de festa!

Por |julho 24th, 2017|Atualidades, Blog da Capitolina|0 Comentários

FLIP 2017 – Lima Barreto – Correspondências

 
Nosso homenageado trocou correspondências com os Modernistas da Semana de 1922.
Inteligência e ironia não faltaram. O assunto será tema de debates na FLIP de 2017.
Destacamos trecho de Monteiro Lobato, editor à época, que de de forma certeira e quase premonitória,
afirmou dirigindo-se a Lima:

“Que obra preciosa estás a fazer!
Mais tarde será nos teus livros e nalguns […]

Por |julho 23rd, 2017|Atualidades, Blog da Capitolina|0 Comentários

Lançamento Minhas desmemórias – 08.05.17

A noite foi de emoção e alegria no tradicional Café Lamas, que acolheu ontem a sessão de autógrafos de Marcos de Carvalho, com Minhas desmemórias – poema autobiográfico.
 

 
“Minhas desmemórias é isso, o canto de alguns daqueles jovens que pegaram em armas contra uma ditadura que ainda hoje assombra seus sobreviventes. O canto dos guerreiros da […]

Noite de autógrafos – Luiz Augusto França

Noite de autógrafos de Luiz Augusto França
– A herança de Samantha – Manuscritos do caderno dourado:
bom gosto, alegria e reencontros.

Entrevista com Marcos de Carvalho – 03.05.2017

 
Na verdade, desde a redemocratização, nos anos 1980, tinha vontade de deixar meu testemunho sobre os chamados “anos de chumbo”.
 

 

1 – Em que momento você percebeu a necessidade de escrever o Minhas desmemórias?

Não houve um momento específico. Na verdade, desde a redemocratização, nos anos 1980, tinha vontade de deixar meu testemunho sobre os chamados “anos […]

Por |maio 3rd, 2017|Sem categoria|0 Comentários

Entrevista – Luiz Augusto França – 24.04.2017

 

 

 
Acredito que o mistério anda de braços dados com a fantasia, com a imaginação. É o que ameniza realidade tão dura. Mas também há emoção, humor, sensibilidade nos contos do livro.
 

1 – Você já escreveu um romance. O Na esquina do mundo. O que lhe fez optar desta vez pelo gênero Contos?

É interessante. Sempre pensei […]

Por |abril 24th, 2017|Entrevistas, Sala do escritor|0 Comentários